quarta-feira, 31 de julho de 2013

Parurese ou "Bexiga Acanhada", seu problema não é só seu!

Dificuldade em urinar um público. Acanhamento em mictórios coletivos. Você não está sozinho!

 Muitos que sofrem desse trastorno, cuja origem comumente remonta a infância, certamente passaram e passam por diversas situações difíceis que tolhem grande parte da experiência social, incapacitando a vida de diferentes formas ou ao menos tornando-a muito mais difícil e insalubre.

A maioria das pessoas que sofrem do transtorno têm a sensação de solidão, e por vergonha e falta de informação jamais procuram ajuda, guardando a parurese como um segredo obscuro de que se envergonham e que as faz sentir-se diferente do mundo.

A parurese não é uma incapacitante completa, e muitos dos que sofrem desse distúrbio conseguem levar uma vida relativamente normal. Isso é obtido com a construção de rotinas especiais que envolvem o controle do consumo de líquidos e horários de uso do banheiro, por exemplo. Claro que esses mecanismos não são perfeitos. Viagens, concursos públicos, disfunções biológicas são todos fatores que desestabilizam e preocupam os paruréticos, sempre se sentindo na iminência de uma incontinência urinária que lhes tará sofríveis agravos.

QUAL A PROPOSTA DESTE BLOG?

O nosso objetivo é reunir os paruréticos brasileiros para que possamos trocar informações e nos ajudar, com relatos e perspectivas. Não estamos sozinhos afinal!

Nossa proposta inicial é o anonimato para que possamos criar um ambiente de conforto para os relatos e apoio.

O Brasil é muito pobre de informações sobre a parurese e os paruréticos, o que se deve em muito na precariedade de informações, tornando o ciclo desvirtuoso ainda mais poderosos. Paruréticos geralmente escondem seu problema do mundo e ignoram que existam outros em igual condição, esse é outro motivo que torna as interações entre paruréticos ainda mais difíceis. 

Somos 7% do mundo. E só no Brasil devemos ser um milhão, mas são poucos os que realmente irão procurar saber mais sobre o assunto.
Aos que o fizerem, espero que encontrem esse site e se manifestem, para que possamos começar nosso trabalho.

Dúvidas podem ser endereçadas ao email: parureticosanonimos@gmail.com , anônimos ou não, suas informações estarão sob estrita confidencialidade.

Encerro este post inaugural com votos de esperança e apoio. O primeiro passo foi dado!

PAB - Paruréticos Anônimos do Brasil



49 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Eu tenho esse problema desde criança, e eu nunca imaginava que isso acontecia com outras pessoas, eu até consigo urinar em casa, perto de algum familiar, mas quando tem estranhos próximos, em banheiros públicos, escolas ou universidade eu não consigo, só se tiver uma privada com porta, só consigo assim, é terrivel, uma vez fui numa igreja, eu tava tão apertado que já tava pingando, mas quando fui no banheiro cheio de gente, não tinha portas , eu forçava forçava e não saiu uma gota. Só consegui quando cheguei em casa mesmo, foi horrivel.

    ResponderExcluir
  3. Eu sofro desde problema desde 2001, hoje tenho 38 anos. Durante 11 anos os médicos urologistas e psiquiatras que consultei não conheciam o problema e nem o termo Paruresis. Em 2012, depois de muito pesquisar descobri uma associação nos Estados Unidos, www.paruresis.org e obtive muita informação sobre o assunto. Procurei um Psiquiatra e levei todas as sugestões de tratamento, mas ele receitou uma infinidade de remédios com terríveis efeitos colaterais, principalmente o Paxil. Depois de um ano troquei de psiquiatra que usou um remédio chamado Valdoxan, minha Paruresis diminui de grau 9 para 3. Hoje sofro do problema somente dentro de aviões ou lugares muito movimentados como a Disney por exemplo. O Valdoxan ajudou demais, mas depois de um ano tomando me causou insonia forte e tive parar. Agora estou procurando um outro psiquiatra com outra abordagem para diminuir ainda mais o grau de Paruresis com alguma medicação que nao me cause insonia. Alguma sugestão de remédio ou combinaçao de remédios ?

    ResponderExcluir
  4. eu tenho esse problema mas eu tenho uma tecnica para comseguir fazer xixi e so colocar o penis na agua morna na agua frevente que faz xixi na hora.... ja para sair para outros lugares compra um isqueiro e um medidor de bebidas coloca agua dentro do medidor de bebida e esquenta ele com o isqueiro e entrodus o penis dentro e faz xixi na hora a agua tem que estar um pouco meio quente pronto espero ter ajudado

    ResponderExcluir
  5. Meu problema vem desde a infancia, na escola nao ia de jeito algum ao banheiro, ficava o periodo todo de aula apertado, em excursões era um sofrimento total, lembro ate hoje de quando fomos ao playcenter, fiquei das 8h ate 23h da noite, esse foi meu maior tempo sem urinar, não sei como consegui.
    Só fui usar o banheiro da escola quando cheguei ao ensino medio, periodo da manha, aquele frio danado, ficava a aula toda apertado, só ia no banheiro depois do fim das aulas, quando todos ja haviam ido embora.

    ResponderExcluir
  6. Hj aos 27 anos o grau de dificuldade reduziu muito, consigo usar nornalmente os banheiros, como trabalho na rua com transportes, não tem jeito, tem que ir e pronto, mas tem epocas em que aparecem umas recaidas, essa semana mesmo estava muito apertado, quando entrei no banheiro, tinha outro homem, entrei no reservado e... quem disse que consegui? Nada, nisso chegou mais gente, ai vem aquele nervosismo da demora pra urinar, enfim, sai do banheiro apertado, mas o pior de tudo é a auto estima no chão, a sensação de incapacidade por fazer algo tão natural, te derruba de um jeito que é muito triste.

    ResponderExcluir
  7. alguem conhece algum profissional que trate isso ?

    ResponderExcluir
  8. Eu sofro com isso há muitos anos, tenho percebido que o problema é mais comum em homens. Mas gostaria de saber se tem algum mulher aqui pra me dar alguma dica.eu ja estou com psiquiatra marcado, porém vou fazer uma viajem agora e ja estou tensa com esse problema.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi eu tambem sofro com a parurese tenho uma viagem de trabalho daqui dois dias e ja estou em panico o pior é a vergonha por nao co seguir fazer algo tao naturale a raiva de isso poder atrapalhar tanto a nossa vida

      Excluir
    2. Todos nós amigos. Dá um sentimento de incapacidade, é muito ruim. Quem tem experiência com psiquiatras e o uso de medicamentos? O que vc sente com o uso dos medicamentos? A ansiedade, a tensão quando no banheiro público, o medo e a pressão, desaparecem?

      Excluir
  9. Eu sofro com isso há muitos anos, tenho percebido que o problema é mais comum em homens. Mas gostaria de saber se tem algum mulher aqui pra me dar alguma dica.eu ja estou com psiquiatra marcado, porém vou fazer uma viajem agora e ja estou tensa com esse problema.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, temos um grupo no WTZ que conta com mulheres e adorariamos sua participação. Caso haja interesse, envie seu telefone para o nosso e-mail parureticosanonimos@gmail.com. Att. PAB.

      Excluir
  10. Eu nunca tive até então,eu sofro desse problema a 2 anos e tenho 39 anos ,só consigo em casa, shopping ,ou na casa que eu tenho intimidade muito grande com as pessoas e mesmo assim se tiver poucas pessoas se não trava ,eu trabalho com música e vc imagina como dolorido pois toca em bar e pior coisa do mundo ,não dá é fico até 8 horas apertado até chega em casa ,ate hj nunca fui ao médico ,preciso de ajuda ,por favor não aguento mas !

    ResponderExcluir
  11. também tenho este problema, e pior não consigo urinar em banheiros de ônibus quando o mesmo está em movimento nem quando estou na praia por conta do balançar das ondas tenho que vir na areia fazer xixi é horrível

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou na mesma situação. Ontem com o mar calmo,não consegui. Há semanas atrás, estava conseguindo ir a banheiro do quiosque. Agora, sem ninguém na porta, não consigo urinar. Simplesmente desesperador. Não sei o que fazer. A doença progrediu. Conseguia urinar em lugares fechados como consultórios. Agora nem isso. Estou buscando tratamento.

      Excluir
  12. também tenho este problema, e pior não consigo urinar em banheiros de ônibus quando o mesmo está em movimento nem quando estou na praia por conta do balançar das ondas tenho que vir na areia fazer xixi é horrível

    ResponderExcluir
  13. Também tenho o mesmo problema, tenho 22 anos, mas tenho isso desde o tempo de escola, sempre ia ao banheiro nos momentos que não tinha ninguém e somente nos mictórios que tinha portas, isso se estendeu a faculdade, trabalho, viagens, festas, bares, casas dos outros.. as vezes quando tem alguém estranho na minha casa eu também não consigo urinar.. quero ajuda mas não sei a quem recorrer..

    ResponderExcluir
  14. A parurese tem cura. Basta procurar um médico psiquiatra e um psicólogo. O uso de antidepressivos também ajuda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Léo, você passou por tratamento? Como os medicamentos fazem você se sentir quando precisa ir a um banheiro público?

      Excluir
  15. Tenho problemas semelhantes aos relatados nos comentários anteriores, percebi estes problemas aos 18 anos, hoje tenho 58. Durante toda a minha vida fui tratado pelos urologistas como portador de HPB-Hipertrofia Prostática Benigna, já fiz 3 cirurgias de Próstata e os problemas persistem, somente agora tomei conhecimento da existência da Parurese, e provavelmente este é o meu problema. Estou procurando um especialista, pois até então nenhum profissional citou esta Síndrome nos meus diagnósticos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro amigo, passo pelo mesmo problema, ja fiz duas cirurgias para HPB, adquiri uma estenose da uretra para agravar, como isso fiz a terceira cirurgia, melhorei, mas o problema continua, gostaria solução

      Excluir
  16. Tenho 16 anos e esse problema comecou há 2 anos, e não tenho ideia do porquê! Não aguento mais! Ele tinha melhorado há 2 semanas, tinha até conseguido fazer xixi com um amigo na presença do meu quarto, mas agora ele voltou a piorar! Estou tendo que ficar 5 minutos de pé em meu quarto, sozinho, até conseguir. Eu sempre tento ir no banheiro fora, mas tem vezes que não dá!

    ResponderExcluir
  17. Tenho 16 anos e não consigo urinar de maneira nenhuma na minha escola e o pior e que é das 7:00 da manhã até às 4:00 da tarde .Alguém pode me dar uma dica para eu consegui urinar

    ResponderExcluir
  18. Eu tenho 51 ano e sofro desse problema desde muito novo com 5 a 6 anos,tive varias consultas com Psicólogos e Psiquiatras mas todos eles desconheciam o Paruresis,nem nunca tinham tratado doentes com estas perturbações Psicológicas. Em Portugal muito pouco se conhece do Paruresis. Preciso de ajuda porque em viajens de avião não consigo, nem de autocarro por isso evito viajar

    ResponderExcluir
  19. Tenho 21 anos e tbm sofro com esse problema, vo compra esse valdoxan mencionado nos comentários sendo anti depressivo será que realmente ajuda

    ResponderExcluir
  20. Olá a todos! Tenho 31 anos e já perdi muita coisa na minha vida por causa desse maldito problema. Acho que começou aos 13 anos. Não aguento mais. Ultimamente tenho pensando em dar um fim na minha vida. Meu maior sonho que era ser piloto de aeronaves foi interrompido por causa disso. Ultimamente não consigo gazer xixi nem na minha casa. Chego a ficar 15 minutos esperando e nada. Tá complicado! Alguém já foi curado?? Preciso de ajuda!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não desista amigo. Estamos todos no mesmo barco. Há de ter uma solução.

      Excluir
  21. eu tambem to mal comexou desde meus 22 anos ese problema so consigo urinar encasa e nem no shoping onibuss aviao aeroporto ta mal isso por favor ajudem

    ResponderExcluir
  22. Boa tarde a todos e todas ...li atentamente tanto a proposta de abertura do Grupo como cada comentário ...é padrão nos concentrarmos no proplema em sim...mas a solução definitiva de um desconforto e, porque não dizer ,profunda sofrimento como a parurese, passa por um aprofundar no autoconhecimento, desvelando corajosamente as causas emocionais e psíquicas que estou por detrás do fenômeno em si...a medicação pode trazer algum alívio imediato e temporário...mas a solução passa por fortalecer a prática continuada do autoconhecimento...procurem uma psicoterapia com profissional qualificado...isso fará a diferença! Boas reflexões a todos (as)!

    ResponderExcluir
  23. Li os comentários de todos. Posso afirmar que meu sofrimento vem desde a infância. Nossa vida e terrível. Sempre procurando locais isolados e uma culpa enorme por não conseguir fazer um ato físico tão normal.Hoje com 58 anos começo a entender nosso problema e vou tentar me tratar. Já fiquei mais de vinte horas sem conseguir ir ao banheiro. Dores insuportáveis. Ninguém acredit. Passei por cirurgia de CA em 2011 e implorava para que os médicos não tirassem minha sonda pois sabia que não conseguiria urinar. E uma solidão imensa. Mas vou sair dessa agora que sei o que me acomete. Força a todos.

    ResponderExcluir
  24. Olá bom dia a todos.! Eu sofro com esse problema desde os 18 anos hoje tenho 37, confesso nunca me abrir com ninguém. Levo uma vida regrada, não viajo com minha familia, shopping e outros. Tenho perdido muiito da minha vida.

    ResponderExcluir
  25. Meu filho de 18 anos tem, começou aos 14, eu o apoio muito, vamos tentar a terapia, estou otimista. Bom conhecer este grupo e saber ele não está sozinho.

    ResponderExcluir
  26. Eu tbm tennho o mesmo problema, eu ja fiquei mais de 7 horas no serviço sem conseguir urinar, isso me afeta muito, ja não sei mais o que fazer para isso acabar.

    ResponderExcluir
  27. Tenho isso desde criança, mas agravou recente ao ponto de nem conseguir urinar em casa, mas já melhorei disso. E digo a todos que sofrem disso, NAO EXISTE REMEDIOS QUE VÁ CURAR. A única cura é você mesmo! Como assim? Isso e um problema psicológico e quanto mais vc pensar que não vai urinar, vc não urina msm. O que mais ajuda e vc ficar ansioso na HR de urinar, tipo querer fazer algo que vc quer muito e nisso vc fica na vontade e urina na hora. Põe na tua cabeça que tu n tem parurese e que isso n é doença, não tente fugir, tenta driblar isso, acabe com seu medo, beba bastante água pra urinar tanto até vc se acostumar, viage sem ficar pensando nisso, tenha uma vida normal que vc vai conseguir, basta apenas treinar teu psicológico!

    ResponderExcluir
  28. tenho esse problema desde criança e ano após ano só vem piorando. Na escola já passei por diversas situações muito ruins, passar o período todo sem urinar é algo que causa até desespero devido a dor. Outro dia tive que viajar e fiquei das 2 da tarde até as dez da noite sem urinar, é quase uma tortura. Fico receoso de por que quando arrumar um trabalho ou fazer faculdade, que provavelmente serão em outra cidade , como vou fazer para lidar com isso. Se alguém soubesse de algum remédio, tipo um relaxante, respondam esse coment. Agradeço.

    ResponderExcluir
  29. Olá boa tarde,sofro com esse problema já faz um ano e meio, não sei o que posso fazer para curar, alguém tem alguma dica?

    ResponderExcluir
  30. queria deixar bem claro que nao recomendo uso de drogas e nem incentivo ninguem a usar isso e apenas uma forma de resolver o meu problema nao sou especialista e nem nada

    bom eu tenho o mesmo problema que voces nao consigo urinar em banheiro publico o problema aumento e eu nao estava conseguindo direito nem em casa foi ai que eu descobri uma forma e percebi que era meu psicologico que e nao deixa eu urinar intao, bom esse problema começou tem alguns meses tenho 16 anos e a unica forma que eu consegui de urinar sem medo foi com ajuda da maconha percebi que a maconha fez eu relaxar e nao deixo eu ficar pensando muito a maconha me ajudou muito com esse problema eu tentei tambem com bebida alcoolica e quase o mesmo efeito mais a bebida alcoolica nao recomendo para quem vai ir trabalhar ou estudar bom eu uso a maconha 1 vez a cada 2 semana e realmente comigo esta funcionando espero ajudar alguem ai

    ResponderExcluir
  31. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  32. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  33. Tbm sofria com isso e hoje tenho convicção que a meditação muda tal dificuldade de urinar em banheiros públicos de maneira eficaz. É necessário reprogramar a mente. Há diversos tipos de meditações, mas pratico a meditação Shinsokan da Seicho-No-Ie pois considero ser a mais completa. Durante os dias de nossa vida, podem haver momentos que infelizmente nos sentimos sozinhos ou mentalmente encurralados, por exemplo sentir a bexiga quase explodindo pois não consegue usar o mictório devido um bloqueio mental. Nessas circunstâncias volto meus pensamentos aos ensinamentos do mestre Masaharu Taniguchi, o fundador da Seicho-No-Ie, que nos ensina a sermos gratos por todas as coisas do universo; as pessoas e em todos os momentos da vida. Dessa forma o subconsciente/inconsciente que armazena uma quantia enorme de informações desnecessárias de medos, bloqueios, entre outros pensamentos/sentimentos negativos de inferioridade vão se tornando cada dia mais limpo e a mente consciente ficará mais alegre e pura fazendo com que a auto-estima se eleve. Dessa forma busco compreender cada dia mais que todos os seres são filhos e filhas de uma única fonte criadora do universo. Pensar assim, faz-me sentir próximo dessa Fonte que tbm pode ser chamada de Deus, Vida etc. O corpo é apenas um instrumento para exteriorizarmos a perfeição de ser humano. Recomendo a leitura da Sutra Sagrada que fala sobre a matéria, o corpo etc.

    "Sendo filho de Deus,
    sou excelente em todos os sentidos.
    Na essência, sou dotado
    de capacidade infinita,
    de Sabedoria infinita
    e de Amor infinito.
    Portanto, nada me é impossível,
    onde quer que eu esteja.
    Minha essência está se manifestando
    cada vez mais nitidamente
    também no mundo concreto." Do livro: Minhas Orações - Masaharu Taniguchi

    http://www.sni.org.br/oracao_teste/oracoes-da-seicho-no-ie.asp?codora=85

    ResponderExcluir
  34. Sofro com esse problema, infelizmente meu caso é muito grave, a ponto de conseguir fazer somente em casa, quando entro em um banheiro e sinto que há alguem querendo usar tbm, fico em pânico chega a doer o canal da urina de ficar segurando, meu trabalho é das 08:00 as 18:00 no meu intervalo de almoço vou para casa somente para urinar, preciso de ajuda. Se tiver algum grupo no whatsapp de pessoas como eu, que divide a mesma experiência, por favor me adicionar. (16)993868850

    ResponderExcluir
  35. em conjunto com a bexiga hiperativa, sofro com a parurese desde os meus 14-15 anos e hoje com 22, percebo o quanto isso me fez colher tanta coisa negativa pra minha existência.
    É impossível levar uma vida normal, ainda mais que o meu problema se estende a necessidade constante de urinar.
    É muito difícil escrever isso aqui e relembrar de muita coisa que nao fiz ou deixei pra trás só pelo fato de urinar demais e também ter muita dificuldade de URINAR em público.
    Não existe vida sexual e a vida social é muito difícil, embora eu tenha uma vida social bastante ativa, eu preciso estar muito bêbado pra conseguir urinar na maioria das vezes (e mesmo assim, tem vez que tenho dificuldade), é tão frustrante.
    Eu não aguento mais. Ja perdi muita coisa boa da vida por conta disso, eu não aguento mais ficar parado sem fazer nada, eu imploro por uma vida normal.
    Se alguém quiser conversar e compartilhar experiências, acredito q isso possa ter uma influência positiva nessa condição...

    Lucas

    ResponderExcluir
  36. Tenho 40 anos e sofro desde o início da adolescência. Já fiz terapia e evoluí bastante porém tive que interromper precocemente por falta de grana mesmo. Já passei por períodos bons durante os quais a fobia atrapalhou pouco a minha rotina mas também já tive fases complicadas em que o problema chegou a me atacar até mesmo no templo da minha segurança, a minha casa.
    Atualmente consigo fazer na maioria das vezes. Desde que haja boxes individuais, com tranca funcionando é lógico, né? Mictório é quase impossível, só se for em lugar que eu tenha CERTEZA ABSOLUTA que terei pelo menos 1 minuto antes que alguém entre no banheiro. Quando saio costumo trocar a cerveja por algum destilado pra diminuir a necessidade de urinar. Incontáveis foram as vezes que tive que abandonar eventos sociais simplesmente pq precisava urinar. Já houve vezes em que saí de shows antes de começar pq não consegui convencer os seguranças a me deixarem sair e entrar de novo.
    Vôos e viagens terrestres longas são pesadelos para paruréticos! No avião eu costumo conseguir, o bicho pega mesmo nas viagens terrestres... sabe aquela "paradinha rápida" no posto da estrada pra não atrasar a viagem? Então, isso fode a minha vida. E eu viajo de carro e ônibus direto pq adoro pescar. E é aí que chegamos numa das maiores frustrações da minha vida, eu não consigo urinar na canoa com outra pessoa por perto. Quando saímos pra pescar ficamos horas na canoa, muitas vezes, dependendo do local e da época do ano é impossível encostar o barco e descer. Aí eu tenho que ficar regulando a quantidade de cerveja e água que bebo pra não precisar urinar.
    Se você chegou até aqui, é provável que sofra ou tenha algum conhecido que sofre de bexiga tímida. A paruresi é altamente tratável. Apesar de ter achado pouca coisa em português sobre o assunto, encontrei muito material em língua inglesa. Livros, tradicionais e eletrônicos, blogs, fóruns e o IPA, international paruresis association (paruresis.org).
    Eu estou decidido a me curar e grupos de auto ajuda podem ser muito úteis no processo. Como não encontrei nada em Brasília nessa área vou montar eu mesmo um grupo. Meu email é acbezzi@gmail.com .
    PARURESE TEM CURA
    VOCÊ NÃO ESTÁ SÓ (ipa)

    ResponderExcluir
  37. Pessoal, estou sofrendo de Paruresis também. Alguém sabe de recurso psicoterápico aqui em São Paulo.

    ResponderExcluir
  38. É complicado. Tenho desde os 11/12 anos e agora com 22 já passei por muitas experiências negativas. Infelizmente temos pouquíssimas informações no Brasil que realmente possam nos ajudar mas unidos somos mais fortes. Algumas técnicas que já usei ou ainda uso pra facilitar: encher a boca com um pouco de água, molhar alguma parte do corpo como a nuca ou o braço, encostar na parede fria do box, as vezes sentado no vaso é mais fácil tbm pelo contato com o frio da bacia, ficar mordendo alguma parte do corpo como a mão ou o braço, molhar um pouco a cabeça e deixar a água escorrer pelo rosto e pescoço, colocar algum tipo de papel na boca, entre outros. Seria ideal se houvesse algum grupo de WhatsApp onde pudéssemos trocar informações e dicas.

    ResponderExcluir